Inicio » Notícias » O Procon Porto Alegre divulgou uma nova pesquisa de preços de combustíveis na capital gaúcha

O Procon Porto Alegre divulgou uma nova pesquisa de preços de combustíveis na capital gaúcha

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE), por meio do Procon Porto Alegre, realizou nesta quarta-feira (26) um novo levantamento de preços da gasolina comum, etanol e diesel em 44 postos da Capital. Os valores da gasolina comum variam de R$ 4,359 a R$ 4,699. Já os valores do álcool variam de R$ 3,49 a R$ 4,199; quanto ao diesel S500, os preços vão de R$ 3,21 a R$ 3,698; e o diesel S10, de R$ 3,29 a R$ 3,799.

O consumidor que desejar contribuir para o levantamento deverá contatar o Procon municipal por intermédio do Twitter ou via mensagem inbox no Facebook enviando fotos. Devem constar também o nome do posto e o endereço. Postos de gasolina que desejarem incluir seus estabelecimentos nas pesquisas devem entrar em contato com o Procon.

O atendimento do Procon Porto Alegre é exclusivo para residentes no município, que podem registrar reclamações pelo site ou pessoalmente, na rua dos Andradas, 686, Centro Histórico. São distribuídas diariamente 90 fichas de atendimento, das 9h às 17h, que são atendidos por ordem de chegada, bem como 11 fichas de agendamento prévio realizadas pelo site.

Receita Estadual

A última pesquisa da Receita Estadual gaúcha, realizada na primeira quinzena deste mês, confirma uma tendência de queda nos preços dos combustíveis praticados pelo mercado. O maior recuo no valor de referência para o recolhimento do ICMS é da gasolina comum, que cairá em R$ 0,27 a partir da virada do ano. Dos atuais R$ 4,82/litro, ficará em R$ 4,55/litro, a mais expressiva mudança das pesquisas mensais.

O litro do óleo diesel comum, que na pesquisa anterior tinha recuado em R$ 0,10 por litro, agora ficará R$ 0,22 menor. Passará dos atuais R$ 3,59/litro para R$ 3,37/litro. A mesma diminuição de R$ 0,22 por litro se verificará no diesel S10: dos atuais R$ 3,69/litro para R$ 3,47/litro.

O levantamento da Receita Estadual leva em conta as NF-e (Notas Fiscais eletrônicas) emitidas pelos postos de combustíveis, considerando o volume de consumo em cada região, o que reflete os preços efetivamente praticados na bomba para o consumidor final. Este levantamento da Receita Estadual apresenta valores semelhantes às pesquisas da própria ANP (Agência Nacional do Petróleo).

Com a nova tabela que passa a vigorar em 1º de janeiro, a Receita Estadual calcula uma redução média de R$ 30 milhões na arrecadação mensal de ICMS sobre o setor. No ano, este impacto ultrapassa R$ 350 milhões no recolhimento de impostos.

O álcool etílico hidratado, que vinha numa média estável, agora cairá de R$ 4,08 para R$ 3,99 como preço de referência por litro. O gás de cozinha e o GNV são itens que nesta pesquisa tiveram um comportamento inverso. O GNV passará de R$ 3,12/litro para R$ 3,38 e o gás P13 sairá dos atuais R$ 5,53/kg para R$ 5,69/kg.

Autor: admin
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login

Perdeu sua senha?