Dados do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) apontam que o número de mortos em acidentes de trânsito no Rio Grande do Sul apresentou uma redução de 12% nos primeiros quatro meses deste ano, em relação ao mesmo período no ano passado.

Foram registrados 521 casos fatais entre janeiro e abril, contra 594 no primeiro quadrimestre de 2018. A maior redução comparativa foi observada em abril: 135 óbitos, ante 185 no mesmo mês do ano passado, ou seja, uma queda de 27%.

“Embora os resultados sejam positivos, não há motivos para comemorar, afinal não são números, mas vidas perdidas”, lamenta a diretora institucional do Detran gaúcho, Diza Gonzaga. “Pode parecer utópico, mas precismos continuar trabalhando para, quem sabe um dia, termos um índice zero de mortes no trânsito.”

Das 521 mortes abrangidas pelo estudo, 79% são do sexo masculino. O Detran-RS explica: enquanto os homens perdem a vida principalmente como condutores e motociclistas, as mulheres ainda são mais vitimadas como passageiras e pedestres.

Já no que se refere aos veículos envolvidos, os automóveis concentram o maior número de ocorrências: 36,4%. Em seguida aparecem as motocicletas: 21,1%.

O Departamento também contabilizou os locais e momentos em que há mais registros de acidentes: 57,1% ocorrem em rodovias e o dia da semana com o maior número de ocorrências é o sábado, enquanto o turno mais problemático é o da noite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *