•  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A mulher presa nesta sexta-feira (28) suspeita de matar a amiga grávida e retirar o bebê chegou a compartilhar nas redes sociais um pedido de ajuda. A vítima do crime, Flávia Godinho Mafra, de 25 anos, tinha desaparecido na tarde de quinta-feira (27), e vários amigos se mobilizaram nas redes sociais na procura por ela.​> Assassinato de mulher e roubo de bebê foram planejados por dois meses, diz polícia​Uma das publicações sobre o desaparecimento de Flávia chegou a ser compartilhada pela mulher presa suspeita de cometer o crime. A publicação foi feita no Facebook às 6h desta sexta-feira (28), horas antes do caso ser descoberto.​> Mulher matou amiga grávida com golpe de tijolo na cabeça, diz Polícia Civil​ Ainda segundo o delegado, a suspeita conduziu a vítima para uma cerâmica desativada no bairro Galera, em Canelinha. Ao chegar no local, ela teria aproveitado um momento em que a amiga estava de costas para dar um golpe com um tijolo na cabeça da grávida, que caiu ao chão. Em seguida, ela teria dado mais golpes na vítima e utilizado um estilete para cortar a barriga e retirar a criança.Conforme o delegado Paulo Alexandre Freyesleben e Silva, a mulher admitiu o crime na delegacia, e teria dito que inventou a história de um suposto chá de bebê surpresa para atrair a vítima.A mulher relatou ao delegado que simulou um parto espontâneo com a criança da vítima e ligou para o marido, que também foi preso depois. O bebê passa bem e está no Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *