•  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Tramita no Parlamento um projeto de lei da bancada do partido Republicados para declarar como essenciais as atividades realizadas em igrejas e templos de qualquer natureza no município. A medida tem por objetivo colocar uma barreira para impedir o poder público de proibir a realização de eventos como missas e cultos presenciais nas igrejas.

A matéria está sendo analisada pelas comissões técnicas no Parlamento após ser apresentada em plenário na sessão ordinária de terça-feira, 13/4. A bancada republicada é formada pelos vereadores Adenildo ‘Bispo’ Padovan, Paulo Kleinubing e Zulma Ancinello.

Se a matéria for aprovada, as ações podem ser mantidas em tempo de emergência ou calamidade pública, como agora, em razão da pandemia pelo novo coronavírus.

A justificativa dada pelos proponentes é de que as igrejas são “uma atividade fundamental, não só pelo seu caráter social e assistencial, mas também no amparo espiritual e mental das pessoas, principalmente diante de um futuro incerto e visivelmente instável economicamente. São nesses momentos de dificuldade que levam a maioria das pessoas a buscarem auxílio e conforto nas suas crenças”.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *