•  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A saudade de arrumar as malas e viajar está presente na vida de muita gente, apesar dos impactos da pandemia sobre vários setores – incluindo o turismo, que passa por uma grande transformação. Além disso, 55% das pessoas pretendem conhecer um novo destino na região em que moram, conforme levantamento de um site de reservas. Pois o Rio Grande do Sul oferece uma diversidade de opções e Uruguaiana é um delas.

Terceiro maior em extensão no Estado, o município localizado na Fronteira-Oeste possui uma excelente infraestrutura urbana, diversas atrações culturais e um apelo comercial irresistível. Afinal, a cidade é considerada “capital dos ‘free shops’ no Brasil”, com o maior número de estabelecimentos da modalidade no País. Então vamos descobrir um pouco mais sobre esse polo de lazer e turismo de compras.

Conhecida como “Princesa do Uruguai”, a cidade faz parte da Tríplice Fronteira (Brasil, Argentina e Uruguai), como um grande portão de entrada aos turistas no País. Para quem está em Porto Alegre, são 640 quilômetros e, após algumas horas de viagem, a fome chega junto. O cardápio é de dar água na boca: “parrilla”, hambúrguer de costela, sobremesas típicas e outras delícias servidas em cafés, bares e restaurantes.

Comércio

Além de lojas de roupas típicas regionais, Uruguaiana possui seis “free shops” com uma infinidade de produtos, nacionais ou importados, todos livres da cobrança de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Essas lojas trabalham com marcas famosas de eletrônicos, bebidas, roupas, maquiagem, perfumes e artigos de cama, mesa e banho, atraindo 400 mil pessoas por ano.

“Nos free shops, temos uma condição única no mundo, que é a de vender em reais e parcelar tudo em 12 vezes com qualquer cartão, para qualquer brasileiro”, salienta o empresário Paulo Pavin. “Você estará comprando de empresas nacionais, protegido pelas garantias das regras normais do comércio do País, além de ser atendido em seu idioma.”

A secretária-adjunta de Desenvolvimento Econômico, Luciana Lisboa Reis, relata que o comércio local reagiu bem ao contexto da pandemia, recebendo turistas de diversas regiões. “As lojas francas geram muitos empregos e registraram um crescimento de 40% no ano passado, conforme dados da Receita Federal”, reforça.

Turismo

Uruguaiana tem se planejado para receber os visitantes, com produtos e serviços ligados não apenas aos turismos gastronômico e de compras, mas também histórico, cultural, rural, natural e náutico. “Oferecemos experiências tanto na área urbana quanto na rural, a fim de promover vivências inesquecíveis”, ressalta a secretária de Turismo de Uruguaiana, Vanessa Welter.

É possível, por exemplo, apreciar o pôr do sol às margens do rio Uruguai. O entardecer fica ainda mais bonito com a experiência “Estrelas ao Pôr do Sol”, um passeio de lancha com contação de histórias que ligam o rio à cidade. “No pôr do sol, é realizado um brinde com espumante, compartilhando a emoção dessa bela maravilha da natureza”, destaca Vanessa.

Outro destino de passeio para incluir na lista são as belas estâncias e espaços culturais que contam a história de nosso Estado. Além de conhecer esses locais, o visitante pode se hospedar na Estância Timbaúva, uma das mecas do turismo rural do município. A área conta com piscina e jardins maravilhosos, onde as pessoas são recepcionadas com cestas de piquenique – suco de uva, queijos, salame, pães, doces e outros itens.

Além disso, a cidade possui belíssimos “cartões-postais”, como o Museu do Uruguai, a Catedral de Santana e a Praça Barão do Rio Branco, que traduzem a riqueza econômica e arquitetônica da cidade. Depois dos passeios, bate o cansaço, mas tudo bem: a “Princesa do Uruguai” dispõe de uma ampla rede hoteleira para prolongar a sua viagem de forma aconchegante.

Como chegar

Para chegar a Uruguaiana por rodovia é preciso acessar a BR-290. Se você está a fim de descansar e não quer dirigir até a cidade ou não possui veículo, a empresa Planalto disponibiliza duas linhas de ônibus, uma partindo de Porto Alegre e a outra de Santa Maria (Região Central) nos dois primeiros fins de semana de cada mês.

É possível optar com transporte bate-e-volta, que leva os turistas para aproveitar a gastronomia e, especialmente, as compras nos “free shops”. O deslocamento desde Porto Alegre custa R$ 180, ao passo que a saída de Santa Maria (Região Central) sai por R$ 100. A passagem pode ser adquirida pelo WhatsApp – (51) 99673-1737 e 99690-5589.

Já para quem pretende encurtar o tempo de percurso até a “Princesa do Uruguai”, o avião é a opção ideal, com voos diretos das companhias Azul e Latam partindo do Aeroporto Salgado Filho, na capital gaúcha. A duração da viagem é de 1h50min. As companhias Azul e Latan informam em seus respectivos sites os dias e horários. E aí, você já está de malas prontas?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *