•  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Local foi definido na manhã desta sexta-feira
Foi confirmado na manhã desta sexta-feira (07/5) o local da nova Casa de Acolhimento para mulheres vítimas de violência em Uruguaiana. A iniciativa é da Prefeitura Municipal por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedes). A casa, que vai oferecer acolhimento provisório à mulher e seus filhos, vai ser construída em uma área da Prefeitura, ao lado da Praça do Esporte, Lazer e Cultura, localizada no bairro Rui Ramos. O prefeito Ronnie Mello e os secretários municipais Soraya Salomão; Rafael Alves; Carlos Prudencio; Anderson Menezes; e Fernando Bermudez visitaram a área do novo projeto nesta sexta-feira.
O projeto, que visa proteger a mulher e propiciar condições de segurança física e emocional, vai ter: três dormitórios; espaço de convivência coletiva; espaço para refeitório e cozinha coletiva; espaço para recreação das crianças; e estrutura adequada para garantir o acesso às pessoas que portam algum tipo de deficiência.
Atualmente, o Município já oferece o Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM). O centro conta com uma assistente social, duas psicólogas, uma advogada voluntária e uma coordenadora. O CRAM, que fica na sede da Sedes, Rua Dr. Maia 3112, auxilia a vítima e orienta no momento da busca pela rede de atendimento. De janeiro até maio de 2021 o centro já fez 57 atendimento. Desde a inauguração, foram 198. Um dos objetivos da Casa de Acolhimento é complementar e dar melhor suporte ao atendimento a essas mulheres em Uruguaiana.
Agora, a secretária de Desenvolvimento Social, Soraya Salomão, vai formalizar as definições à Secretaria de Planejamento Estratégico (Seplan). Após, o Departamento de Arquitetura e Engenharia da Seplan vai desenvolver os projetos para que sejam encaminhados a processo licitatório para a construção do prédio.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *